As relações que não se esgotam: 3 dicas para ser feliz com ele(a).

As relações que não se esgotam, ao contrário do que possa parecer, não são aquelas que duram para sempre. Podem até durar, mas não é essa a caraterística que as define. As relações que não se esgotam são aquelas que nos dão uma força extra para as exigências diárias e fazem-nos sentir muito bem dentro delas. Deixo-lhe 3 dicas para juntar à «dança a dois»:

Dica 1. APROVEITE DA MELHOR MANEIRA O TEMPO QUE TEM COM QUEM AMA.

Pode e deve aprender com o passado e planear o futuro, mas, na maior parte do tempo, viva o seu presente com a pessoa que ama. Centre os seus pensamentos, sentimentos e ações no momento que está a viver, sem esquecer, obviamente, a importância que o passado tem na sua vida – que, verdadeiramente, pode ajudá-la(o) a tomar melhores decisões (pelas experiências adquiridas) – e o futuro – traçando metas, definindo objetivos, planeando uma vida melhor.

Dica 2. ASSUMA O PAPEL PRINCIPAL NA RELAÇÃO, EM SINTONIA COM QUEM AMA.

Sigam o vosso modelo de relacionamento amoroso. Há, com toda a certeza, várias referências que foram sendo interiorizadas, mas lembre-se que cada relação é única e o seu papel é torná-la especial (num esforço contínuo e conjunto). Sejam os criadores da vossa relação. Não permitam que outras pessoas ditem as regras do vosso relacionamento. Contudo, se tiverem dificuldades nessa construção ou até em lidar com as «pressões externas», não hesitem em procurar ajuda – a terapia de casal pode ser uma solução.

Dica 3. ENVOLVA-SE ATIVAMENTE NA CONSTRUÇÃO DA RELAÇÃO.

Conquiste-o(a) diariamente. Surpreenda-o(a) todos os dias. No meu exercício profissional, no trabalho com casais e mesmo em terapias individuais que se centram nos relacionamentos amorosos, insisto na mensagem de cultivarmos o hábito, com doses de criatividade, de valorizar e implementar pequenos gestos que, à primeira vista, podem parecer insignificantes. Envie uma sms de «bom dia» acrescida de particularidades da vossa relação; prepare um jantar diferente do habitual, mesmo que seja no reduto caseiro; seduza-o(a) com gestos e/ou palavras, mantendo a chama acesa da relação. Crie à sua vontade e deixe-se levar pelas criações do outro.

As relações que não se esgotam podem acabar, mas a marca na linha do tempo será muito positiva se, enquanto a vivenciarem estiverem de corpo e alma na construção da mesma. Dessa forma, se tiver que entrar numa relação no futuro, terá referencias bastante positivas.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square

Telemóvel

91 083 08 06

Seguir nas redes sociais

  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • YouTube ícone social