Entras comigo ou vais ficar à porta?

Há «portas» que se abrem para deixar entrar a paixão, mesmo que ela já tenha sido transformada num rol de sentimentos, um pelo outro, de maior maturidade e de menor arrojo. Afinal, quem é que determina o horário de fecho da «porta da paixão»? Estará mesmo limitada no tempo da relação ou, sempre que houver vontade, pode reaparecer? Como diz Esther Perel (reconhecida terapeuta de casal), «a inteligência erótica consiste em criar distância e, depois, em dar vida a esse espaço aberto». Tem alimentado esse espaço? Tem aberto a «porta»? Tem sido arrojada(o)? Há muito dentro do seu relacionamento que talvez esteja adormecido, muitas vezes fruto de mensagens castradoras e tabus aborrecidos! Independentemente da duração do seu relacionamento amoroso, da presença ou não de filhos, de tudo o que lhe possam dizer como fruto das suas experiências relacionais, procure explorar e alimentar, sem preconceitos e medos absurdos, o seu lado erótico e sensual e também o do seu parceiro ou da sua parceira. Dê vida ao espaço aberto da sua relação…

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square

Telemóvel

91 083 08 06

Seguir nas redes sociais

  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • YouTube ícone social