Mindfulness nas relações amorosas

July 31, 2018

Hoje... agora... neste preciso momento pode dar atenção (plena) à pessoa que mais ama? Antes de arranjar desculpas, procure o olhar dessa pessoa e estacione nele. Não pense no que ele pode esconder! Procure aceder ao que está visível, desde os contornos únicos e a cor especial até ao amor que eles carregam... neste momento... aqui e agora... só para si! É um(a) privilegiado(a)! Um e outro de corpo e alma a viver o presente de forma recíproca e apaixonada. A gratidão pelo momento emerge em tons de felicidade e um gesto afetivo pode emergir naturalmente, levando a sua mão à face da pessoa amada e, quem sabe, os lábios aos lábios dele(a). Não interessa como! O momento é vosso e, de forma gratuita e simples, podem vivê-lo vezes sem conta. Momentos em que as emoções (positivas e negativas), os sentimentos (confortáveis e desconfortáveis), os pensamentos (otimistas e pessimistas) e as sensações (mais e menos aprazíveis) entram e saem, numa cadência incerta e com uma fluidez exemplar, pelo facto de os(as) aceitar tal e qual como aparecem. Momentos que serão repetidos e em que treina a atenção plena em si e no outro, sem relógios a marcar o passo, com o coração e a respiração a ditar o ritmo da dança. Um coração com bondade e gratidão e uma respiração com paz e amor. Um treino que alimenta a felicidade e a paz interior dentro de si e no interior do outro. 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Ouço tanto «eu» entre nós!

September 29, 2020

1/8
Please reload

Posts Recentes

September 21, 2020

September 7, 2020

August 24, 2020

July 12, 2020

June 30, 2020

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags