O que sinto por ti...

February 11, 2020

     O que sinto por ti é amor. Não sei se mais ou menos do que ontem. Isso não me interessa. Estou atenta aos pormenores do meu amor por ti, do teu amor por mim e do amor que aconchega a nossa relação. Olho de perto para as mudanças que ocorrem. Estou atenta às transformações do amor. Não ando a medi-lo. Medir para quê? Eu quero viver o amor. Só posso vivê-lo de verdade se usar os meus sentidos com amor. O amor não suporta tudo, mas podes crer que suporta muita coisa. Eu não quero deitar fora a nossa relação só porque um dia me desiludo contigo. Sabes porquê? É que não quero viver iludida. Quero que sejas tu, à tua maneira, e quero ser eu própria em toda a nossa história. Podes desiludir-me um dia. O amor pode suportar isso. Posso desiludir-te e sei que o amor pode suportar isso. Não há "nós" sem amor. Não há superação na nossa relação sem amor. Quando falo de amor, falo de amor. Não há mais nem menos. Há amor. Há um amor que nos transforma por dentro e que cria a relação. Quando não houver amor, por favor, diz-me. Talvez o amor suporte essa ausência. O amor tem esse poder. Não é posse. É liberdade. É carinho. É admiração. O amor faz querer o teu bem, sempre. Enquanto houver amor, esperando que sempre (porque o amor também é esperança), lutemos juntos pela nossa relação. Olhemos de perto para as mudanças que o amor traz para cada um de nós, para as alterações na forma de vivermos a nossa relação, para a transformação do próprio amor. Amor é aceitação. É superação. É inclusão. É paixão. É o melhor de nós. O que sinto por ti é amor. E tu, o que sentes por mim? Se for amor, aceitas viajar comigo às profundezas desse oceano caloroso? Com o passar dos dias, não te preocupes se é mais ou menos do que ontem. Apenas sente, vê, cheira, prova, toca e escuta os segredos que ele nos traz. São só nossos. São únicos. Estejamos atentos. Todos os dias ele traz novidades. Sim, o amor. Não interessa o mais ou o menos. O que mais importa é admirar os seus detalhes, a sua transformação dentro de nós e a beleza da sua singularidade. Talvez não tenha conseguido espelhar bem o que sinto por ti com estas palavras que usei. Porém, tenho uma certeza. Se quiseres fazer esta viagem comigo, com amor, vou mostrar-te tudo o que quero dizer e não consigo. O que sinto por ti é amor. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Ouço tanto «eu» entre nós!

September 29, 2020

1/8
Please reload

Posts Recentes

September 21, 2020

September 7, 2020

August 24, 2020

July 12, 2020

June 30, 2020

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags